SÃO PAULO - São Vicente

São Vicente - SP

              São Vicente fica na baixada santista, ao lado de Santos (8 km), ligada à cidade de São Paulo pelas rodovias Anchieta-Imigrantes, distante 70 km da capital. Possui população de cerca de 333 mil habitantes. É guarnição comum (sem adicional) e a voltagem é 110V.
Clima: quente e seco, torno de 24 ºC no verão e 17 ºC no inverno.
Custo de Vida: é alto, os aluguéis são caros, as escolas e a alimentação também, mas nada que uma boa pesquisa não resolva. Pesquisando muito, dá pra encontrar escolas e casas ou apartamentos bons por preços razoáveis.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, HSBC e Santander.
Internet: têm a das operadoras TIM, VIVO, CLARO, NET, GVT e com velocidade variada.
Telefonia: também é bem servida pelas principais operadoras TIM, VIVO, OI, CLARO e NEXTEL e funcionam bem.
Mercados: supermercado (atacado e varejo) têm Pão de Açúcar, Carrefour, Extra, Dia%, Assaí, Atacadão, Roldão, Macro, entre outros. Uma boa opção pra quem gosta de economizar é comprar frutas, verduras, legumes, temperos e outros itens nas feiras livres, muito tradicionais por aqui. Acontecem todos os dias da semana em locais diferentes e com produtos de boa qualidade até pra quem quiser arriscar fazer a xepa, eu só ia depois das 11h e nunca me arrependi. No site da prefeitura, tem os locais onde as feiras acontecem em cada dia da semana. Com exceção do Pão de Açúcar e Carrefour, todos os demais têm filial na avenida do 2ºBIL (Av. Antônio Emmerick/Nossa Senhora de Fátima).
Comércio: é bastante variado e aqui perto do batalhão tem supermercado, farmácia, academia, comércio em geral, restaurantes e etc. A outra parte da cidade que concentra comércio é no centro e na Avenida Presidente Wilson.
Transporte público: as passagens aqui é assim ônibus R$3,30 e nas lotações R$2,45, bom tudo isto sujeito a aumento né.
Trânsito: é relativamente tranquilo, mas fica caótico nos finais de semana e principalmente nos feriados prolongados e período de férias (alta temporada). Quando chove também fica bem complicado por conta dos pontos de alagamento (centro, nas avenidas principais e áreas perto dos canais). A gasolina está em torno de R$ 3,19. Estacionamento por aqui vale ouro, tanto no preço como para achar vaga, principalmente, na alta temporada.
A rodoviária fica em Parque São Vicente e o aeroporto mais perto é na capital.

Saúde: temos o hospital São José, onde está passando a por uma reforma com ajuda do quartel. Infelizmente não é um hospital grande por falta de estrutura, mas tem capacidade pra isto. Tem pronto socorro e no mais clinicas particulares, porém se necessário mesmo tem de ir na Santa Casa de Misericórdia em Santos (particularmente prefiro). O atendimento ao pessoal do quartel por meio do FuSEx é feito pelo plano da Santa Casa, o procedimento é o seguinte: recebemos um jornal onde pegamos no quartel mesmo, e lá há a lista das especialidades, você marca, vai ao quartel e pega a guia de encaminhamento, ela vale por 30 dias. Mas tem clinicas aqui na cidade que são conveniadas. No PMGu tem alguns médicos, dentista e pronto atendimento, mas é bem básico.
Educação: é boa e tem pra todos os bolsos, algumas escolas que são bastante conhecidas são: Objetivo, Privilégio, Ateneu, Verde que te quero verde, Notre Dame, entre outras, algumas trabalham com o sistema COC. Há escolas próximas do 2ºBIL que oferecem desconto para militares. As escolas públicas pelo menos pra quem tem filho na idade escolar até 7 anos, as municipais são boas, não sei falar das estaduais. Tem creches também. Escolas de idiomas: Wizard, CNA, Cultura, Fisk. O quartel tem desconto com algumas, bem legal viu de até 20%.
Ensino Superior: Tem campus da UNESP com curso de Ciências Biológicas. Mas em Santos tem um campus da UNIFESP com os cursos de: Educação Física, Engenharia Ambiental, Engenharia De Petróleo, Fisioterapia, Interdisciplinar Em Ciência Do Mar, Nutrição, Psicologia, Serviço Social, Terapia Ocupacional. De particulares tem algumas outras opções, a maior da cidade é a Unibr.
Emprego: é difícil, mas não impossível. Tem que gastar muita sola de sapato distribuindo currículo ou fazer concurso, que também não é muito ofertado (pelo menos até agora). Aqui tem muita empresa, por conta do Porto, então tem chances de aparecer algo nessa área.
Aluguel: é caro e se for alugar na cidade mesmo, é bom ficar de olho nas áreas que correm risco de alagamento, acontecem enchentes na cidade. Os melhores bairros estão por volta de R$ 1800,00 o pacote (aluguel, IPTU e condomínio) e verifique se tem vaga de estacionamento por apartamento. Muitos sargentos optam por morar em Praia Grande pela qualidade de vida, uma vez que o aluguel é mais em conta, mas não são todos os bairros que são bons de morar; o bairro Canto do Forte e bom e dá para ir de bike para o quartel (o que dá 25 min, de carro você gasta em torno de 30 min).
Imobiliárias:
PNR: são poucos. Se não me engano, são 13 para subtenentes e sargentos e 6 para oficiais, ou seja. demora bastante para sair. Os que ficam no distrito de Vicente de Carvalho (Guarujá) já não estão mais disponíveis, pois são da FAB.
Lazer: como pontos turísticos, temos a Encenação da Fundação da Vila de São Vicente, a Biquinha de Anchieta, na praça tem boxes onde são vendidos os mais tradicionais doces da cidade. Tem também o Morro do Asa Delta, onde o pessoal salta de asa delta e afins, o Teleférico, o Monumento dos 500 anos, onde o renomado arquiteto Oscar Niemeyer projetou exclusivo pra esta data especial.
O centro da cidade é bem diversificado, quem vem à baixada sempre passa por aqui, dizem que é a 25 de março do litoral. A gente encontra de tudo, roupa, calçado, bijuterias, materiais escolares, artesanato, muita coisa!
Tem também as praias (segundo as autoridades são próprias para o banho, mas tem gente que não encara), que são boas e lotadas no verão. As do Guarujá e Praia Grande são mais próprias pra banho. Tem shopping com cinema, muitos festivais/feiras temáticas (do morango, do camarão, nordestina, gaúcha, artesanato, gastronômica, etc). 
Pra quem gosta de viajar, a região é bastante diversificada, tem muitas opções (Litoral norte e sul de são Paulo: Ilhabela, Maresias, Iguapé/Ilha comprida, Itanhaém, Peruíbe, etc; e demais regiões do entorno). Porto pra quem quiser fazer cruzeiro, no período de novembro a maio. Da rodoviária saem ônibus direto para os aeroportos de Guarulhos e Congonhas e, também, pro terminal Jabaquara (que tem metrô pra toda São Paulo) pra quem quiser ir na 25 de Março, Santa Efigênia, Brás, Jose Paulino, etc; sem a preocupação de usar o carro, pagar pedágio e procurar estacionamento. Outra opção é subir pra São Paulo de carro e deixar nos estacionamentos das estações de metrô e circular pela cidade no metrô. Vale lembrar que pra quem quiser subir pra São Paulo durante a semana tem que ficar atento ao sistema de rodízio que ocorre nos horários de pico para não ser multado, para maiores informações consultar o site da CETSP.Hotel de Trânsito: uma casa de hóspedes do BIL, misto e com 3 apartamentos.
Quartel: 2º BIL (Av. Antônio Emmerick/Nossa Senhora de Fátima). O batalhão fica bem localizado (digo isso porque a vila dos oficiais e vila de subtenente e sargentos fica dentro do batalhão). Dá pra fazer algumas coisas a pé como ir ao centro e até ao shopping, isso pra quem gosta de caminhar, mas com cuidado com assalto.

Fonte: http://www.facebook.com/groups/cidadeinteressemilitar/doc/328630997239561/
~ ATUALIZADO EM 08/12/2015 ~

2 comentários :

  1. Muito bem resumido as informações conferem parabéns pelo trabalho

    ResponderExcluir
  2. Quantos anos a fila de espera para st e Sgt?

    ResponderExcluir

O que achou da postagem? Comente Aqui!
Não esqueça de se identificar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar que algo seja impróprio ou ilegal, denuncie para a administração.