SANTA CATARINA - Blumenau

Blumenau - SC

     A cidade está localizada na região do Vale do Itajaí e é única cidade média-grande de Santa Catarina, constituindo um de seus principais pólos industriais, tecnológicos e universitários. Possui cerca de 315 mil habitantes e está a 150 km de Florianópolis. É guarnição comum e a voltagem da cidade é 220 V.
Vila Germânica
     Blumenau é conhecida em todo o Brasil como uma das cidades com maior influência germânica em sua cultura e história. A cidade guarda fortes características europeias, encantando visitantes do Brasil e exterior por sua arquitetura, gastronomia, natureza, indústrias, chope gelado e festas. Localizada estrategicamente próxima as importantes cidades do Mercosul e da estrutura portuária do Estado, é referência na educação, infraestrutura e mão de obra qualificada. É um excelente centro de compras, oferecendo produtos como cristais e artigos têxteis, reconhecidos nacionalmente e internacionalmente. 
Clima: Blumenau apresenta verões quentes, com temperaturas podendo alcançar os 40 °C, e invernos amenos, podendo ficar a menos de 10 ºC facilmente. Também já houve casos de temperaturas negativas, com geada e neve. A temperatura média anual está em torno de 21 °C. Eventuais enchentes e estiagens atingem a cidade, prejudicando sua economia e a população.
Custo de vida: é meio alto, mas da para viver bem.
Serviços - Bancos: Banco do Brasil, Caixa Econômica, Bradesco, Itaú, HSBC, Santander e Banrisul.
Internet:
Telefonia:
Mercados: tem o Big e mais três supermercados.
Comércio:
Trânsito:
Transporte público: O sistema de transporte coletivo é inspirado no sistema utilizado em Curitiba, considerado referência internacional, alguns pontos são fechados e com ar condicionado. Composto por seis terminais urbanos integrados.
O Aeroporto mais próximo é o de Navegantes, a 50 km. Tem também em Joinville, a 120 km e em Florianópolis, a 150 km. A Rodoviária fica no bairro Itoupava Norte e tem vários destinos.
PNR: A fila pra vila dos oficiais varia de acordo com ano, já teve ano de chegar e conseguir pegar, mas, normalmente, demora 1 ano, 2 no máximo. Já para os sargentos, a fila é de mais de 5 anos.
Aluguel: depende do lugar (R$ 500,00 a R$ 1.000,00). DICA: não morem perto do rio ou em bairros muito baixos, pois, se tiver enchente, vocês perderão tudo, ou quase tudo. É melhor morar em prédios. Muitos militares optam por alugar no bairro Garcia, que é o bairro do quartel e se tem de tudo.
Imobiliárias: Imobiliária ECAP, Imobiliária Quintal, Imobiliária Jacinto Imóveis e Imobiliária Cadore.
Saúde: Tem os hospitais Santo Antônio, Santa Isabel, Santa Catarina e mais dois. Não tem hospital militar, FuSEx é tudo por convênio e funciona muito bem.
Educação: As escolas para crianças são excelentes, em especial o IMA, que fica na rua do batalhão, em torno de 700,00 reais o dia todo.
Ensino Superior: a FURB é a única universidade da cidade que, apesar de ser municipal, é paga. Mas há outras instituições de ensino superior, como a Uniasselvi, a Faculdade IBES, a FAE, a Faculdade SENAI e a Faculdade SENAC.
Emprego:
Lazer: existe muitas praças, uma parque para lazer, 3 shoppings e em outubro tem os desfiles lindos da Oktoberfest vale a pena conferir, muita gente diz que é perigoso não é gente, o pessoal vai com a família e se diverte, a segurança é muito forte lá. Ah, não poderia me esquecer vão no restaurante da AABB é maravilhoso e barato... Tem também alguns clubes, como: Sociedade Beneficentes dos ST/Sgt de Blumenau, Clube Blumenauense de Caça e Tiro e Sociedade Recreativa e Esportiva Ipiranga.
Pontos Positivos: A cidade é linda e muito limpa, o povo é meio quieto, mas são gente boa pra caramba e o melhor tem muito emprego, vocês podem se dar o luxo de escolher, pois existe vagas para qualquer setor.
Pontos Negativos:
Hotel de Trânsito: misto, categoria B, com 10 apartamentos e no quartel. Tel: (47) 3336-2731, E-mail: ht23bi@5rm5de.eb.mil.br
Quartel23º Batalhão de Infantaria. Fica na Avenida Amazonas, Bairro Garcia. O bairro é muito tranquilo perto de tudo, quase um bairro cidade. A EsSA faz período básico lá e também tem NPOR. A escala costuma ser apertada, pois o quartel é bastante operacional. Todo ano tem missão com PRF e, quando tem enchente, todos ficam de prontidão nos abrigos ou no próprio quartel.

7 comentários :

  1. Complementando a questão do clima, neste inverno 2013 nevou em 5 pontos da cidade e a temperatura mais baixa 1 grau.

    Quanto aos pontos de ônibus, apenas uns 4 pontos são fechados e com ar condicionado e que estão localizados no centro da cidade de Blumenau-SC. Estou morando a 15 anos em Blumenau e pra quem vem, é uma cidade linda, com shoppings bonitos, supermercados como: Angeloni (caro), Bistec, Galegão, Cooper, Amigão, Big.. A escolha da moradia é importante pelo motivo das enchentes e desmoronamentos. Moro no bairro Vila Nova, em um apto de 1 quarto, de aproximadamente 70m², o valor do aluguel, 480 + 30 agua e energia paga a parte.

    ResponderExcluir
  2. aluguel com 2 quartos casa alguem sabe o valor

    ResponderExcluir
  3. Eu fico estarrecido quando ouço pessoas falarem que adoram Blumenau -- o que está implícito morar e viver aqui.

    Não vou negar os fatos. A cidade é limpa, segura, tem uma oferta de empregos considerável, aluguel, suportável, mas... o povo daqui. Arghhhhh!

    Tem o forte regionalismo. Os blumenauenses se apregoam "donos da verdade". Que verdade? rsrs.

    São arbitrários -- autoritários -- "frios" (abaixo da crítica) -- mal educados (já viram como os clientes são tratados nos estabelecimentos comerciais?)

    Como os motoristas de ônibus dirigem? como as pessoas que te conhecem te ignoram em lugares públicos? (?!) a comunicação distante, desprovida de afetividade? Sofrível... Os relacionamentos interpessoais burocratizados e distanciados.

    Um isolamento e uma fria neutralidade, indiferença e ausência de bom humor que pode ser observável na maioria das relações interpessoais. Isto chega a indignar em muitas situações.

    Um individualismo extremado -- um culto ao que se parece e não ao que se é (?) uma empáfia... uma arrogância...

    Ausência de relacionamentos genuínos, verdadeiramente, humanos, amigos. O desprezo à emoção, o apego ao formalismo dificulta a aproximação entre as pessoas...

    Paira um ambiente social em que a acentuada disciplina e normatização, embrutece os contatos... Isto tende a sufocar os espaços criativos e as oportunidades de expressão da subjetividade humana...

    O extremo apego à noção de ordem e organização, o constante desejo de regramento, institucionalização e controle geram a impressão desconfortável de que somos controlados, o tempo todo, por uma estrutura invisível, como se fôssemos suspeitos de algo e tivéssemos que comprovar, de antemão, que não somos “maus”, “preguiçosos” ou “indisciplinados”.

    Obviamente, Blumenau já tem seus argumentos idiossincráticos -- institucionalizados, para explicar seu jeito de ser: a cultura "alemã".

    Por fim é isto.

    Blumenau contém a "Visão em Paralaxe", do filósofo esloveno Slavoj Zizek, que exemplifica com propriedade como é Blumenau: a partir da noção de paralaxe – um efeito de aparente deslocamento do objeto observado devido à modificação na posição do observador.

    A noção de lacuna paraláctica é a chave que nos permite discernir seu núcleo subversivo. Nas cidades brasileiras, enfrentamos um paradoxo básico: enquanto muitas praticam, espontaneamente, a dialética materialista, em termos filosóficos muitas delas oscilam entre o materialismo mecânico e o obscurantismo idealista (Blumenau).

    É essa lacuna paraláctica que também explica as duas dimensões irredutíveis da modernidade: a “política” é a lógica da dominação, do controle regulador (“biopolítica”, “mundo administrado”); a “econômica” é a lógica da integração incessante do excedente, da “desterritorialização” constante.

    A resistência à dominação política refere-se ao elemento “supranumerário”, que não pode ser explicado nos termos da ordem política; mas, como formular a resistência à lógica econômica da reprodução-pelo-excesso? (não podemos esquecer que esse excesso é estritamente correlato ao próprio excesso de poder, além, de sua função representativa “oficial”.)

    Pois é. Peguei pesado? Peguei, não é? Sinto muito. Tenho amigos alemães (que vivem, na Alemanha) que são muito mais flexíveis, amigos, alegres, solidários do que os alemães (?!) de Blumenau.

    Talvez, este meu olhar tão crítico e por vezes preconceituoso seja pelo fato de eu ter vivido em lugares mais liberais, democráticos, expansivos, lúdicos, bem humorados.

    Blumenau é para se trabalhar... trabalhar e deu! rsrs.

    Reinaldo Müller

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que coisa maravilhosa de ser ler! Achei que eu era a única pessoa que pensava assim de Blumenau. Moro em Blumenau desde 2015 e o meu maior sonho é conseguir voltar para a minha cidade... ��

      Excluir
  4. O pessoal exagera muito, não NEVA em Blumenau, não teria como, a cidade fica ao nível do mar e próxima do oceano, temperaturas negativas idem, a cidade é uma das mais agradáveis durante o inverno (não baixa dos cinco, só em casos ultra excepcionais), pode nevar nos pontos mais altos do município, aqueles morros que ninguém vive, a exemplo do que aconteceu na grande Florianópolis naquele morro em Palhoça, nesses pontos nevou, agora, na cidade mesmo, no centro, nos comércios, nas indústrias, nos parques, ali onde as pessoas vivem, aí não neva, fica só frio, mas não neva.

    ResponderExcluir
  5. Minha opinião sobre Blumenau.

    A cidade é realmente limpa e organizada. Você dificilmente vê lixo nas ruas. Os jardins são lindos e bem cuidados. Prédios e residências antigas bem conservadas.

    A cidade tem mau cheiro (esgoto) em alguns períodos, dizem que é quando vai chover. As ruas são estreitas e péssimas em qualidade (asfalto). O transito é terrível!!!! Chego a ficar 50 minutos no transito só para ir para o trabalho. Na volta idem! E isto só piora em outubro! A Avenida 7 de Setembro, principal do Centro da cidade, fica para toda as quintas-feiras por causa da Missa da Desatadora dos Nós. A Rua Amazonas, endereço do 23 BI, também tem o transito péssimo!

    A segurança é muito boa se compararmos com o restante do Brasil!!!

    Transporte público é bom, mesmo estando ruim, como dizem estar agora. A infraestrutura de mobilidade foi muito bem trabalhada, então não demoramos para chegar de um ponto a outro. É bem rápido. O problema é que a Prefeitura andou mudando a concessionária, e agora quem está nas ruas é a Piracicabana com uma frota de ônibus velhos e em pouca quantidade!

    A cidade possui vários centros urbanos e isto é bem interessante porque você consegue encontrar quase tudo perto de onde mora. Lembra um pouco Brasília.

    Empregos, sim, existem, mas para pessoas de fora (como eu) as dificuldades surgem. Após nossa chegada à cidade comecei minha peregrinação em busca de trabalho, mas muitas portas se fechavam por eu ser de fora, principalmente por ser nortista. Mesmo possuindo formação superior, concluída em uma Universidade Federal, parecia que minha experiencia profissional, meus conhecimentos não eram, e não são, suficientes. Cheguei as passar entrevistas bizarras, escutando perguntas como: "...você tem filhos? não?! Ah, sim, perguntei porque as pessoas de onde você vem tem muitos filhos cedo...", "Você estudou em Federal? E como foi? Por cotas?!", "As pessoas aqui trabalham muito, saiba disso..."... Enfim, com muito sacrifício consegui uma oportunidade em uma empresa que é excelente, mas muitas coisas estranhas escutei e escuto até hoje.

    Quanto às pessoas, como em todo lugar exitem pessoas legais, mas aqui as pessoas frias e distantes. Tudo é muiiito formal. Realmente conhecidos fingem não te ver e não te cumprimentam em lugares públicos.

    A culinária é ma-ra-vi-lho-sa!!!! Os doces são incríveis!

    Os preços dos alimentos estão na média. Conseguimos nos alimentar com qualidade e preço justo. As variações ocorrem seguindo o padrão da sazonalidade dos produto que são produzidos tanto nesta região, quanto nas demais regiões do país. Portanto o preço é variável, mas justo.

    Vestuário muito em conta! E se for em Brusque ou Ilhota, melhor ainda!

    O lazer para quem gosta de baladinhas, tem algumas opções de Pubs, com estilos que variam do Rock ao Sertanejo. Aqui os jovens optam por irem nas baladas em Balneário Camboriú, Itapema, etc.
    Só tem um parque, que é o Ramiro Ruediger, perto do Vila Germânica. Esta por sua vez é bem legal, tem lojinhas que vendem souvenirs, cervejas artesanais, restaurantes ótimos. No geral a Vila é bem bacana!
    Lazer para gosta de contato com a natureza, uma opção são os balneários nos Recantos Naturais, na Nova Rússia, como o Parque das Nascentes. O lugar é legal para família e a qualidade de água é excelente!

    Aqui é muito úmido!!! Tudo mofa!!! Roupas, livros, madeira, tuuudo! Se brincar, até ferro! Quase perdi meu notebook por conta disso.

    Bom, esta é um pouco da minha visão sobre Blumenau.

    OBS.: Desculpem os erros ortográficos, pontuação, etc, foi a pressa!




    ResponderExcluir

O que achou da postagem? Comente Aqui!
Não esqueça de se identificar!

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste blog. Se achar que algo seja impróprio ou ilegal, denuncie para a administração.